Confessar e renunciar – John Stott


E importante que, quando apresentamos nossos pecados abertamente diante de Deus, não paremos por aí, mas prossigamos para adotar a atitude correta tanto em relação a Deus quanto ao pecado. Primeiro, confessamos o pecado, humilhando-nos com o coração contrito diante de Deus. Depois, nós o renunciamos, rejeitando-o e repudiando-o. Esta é uma parte vital do que significa "mortificação" no NT.

É assumir, em relação ao pecado, uma atitude de total antagonismo. O desvelar do pecado é, em si mesmo, de pouco valor; ele deve levar-nos a uma atitude tanto humilde em relação a Deus quanto hostil em relação ao pecado. "Odeiem o mal, vocês que amam o SENHOR" (SI 97.10), ou "Iahweh ama quem detesta o mal" (BJ); e é o santo ódio do mal que a confissão de nossos pecados e o desvelar fiel e sistemático deles promovem.

                                                                                                         

0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon