Remanescente segundo a Eleição – John Piper




Note que apenas Deus trabalhou para guardar para si um grupo de verdadeiros crentes na época de Elias, assim como ele fez na época de Paulo. E Paulo os chama de um remanescente “ segundo a eleição da graça ”. O fato é que há um grupo de pessoas que crêem, são nascidos novamente, convertidos e chamados segundo um ato da graciosa eleição. Eleição é a base dos remanescente fiel, não o contrário. O texto não diz que Deus elegeu segundo quem creu, como o pensamento da eleição baseada na fé prevista propõe. Não.  “ Assim, pois, também no tempo presente ficou um remanescente segundo a eleição da graça ”. A observação sobre a existência de um remanescente de verdadeiros crentes concorda com o propósito divino da eleição. “ Aos que predestinou, a estes também chamou ”.

2 Timóteo 1.8-9: “ Portanto não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa comigo dos sofrimentos do evangelho segundo o poder de Deus,  que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos ”.

Novamente Paulo diz que o chamado não repousa em nossas obras. Ele é segundo o propósito de Deus. : “que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça”. Nosso chamado repousa em Seu propósito e não nos nossos. E a graça deste propósito foi “dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos”. Nosso chamado é baseado na eleição eterna de Deus. “Aos que predestinou, a estes também chamou”.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon