Por que a Cruz? – John Stott (1921-2011)



Um emblema cristão universalmente aceito teria, obviamente, de falar de Jesus Cristo, mas as possibilidades eram enormes. Os cristãos podiam ter escolhido a manjedoura em que o menino Jesus foi colocado, ou a banca de carpinteiro em que ele trabalhou em sua juventude em Nazaré, dignificando o trabalho manual, ou o barco do qual ele ensinava as multidões na Galileia, ou a toalha que ele usou ao lavar os pés dos apóstolos, a qual teria evidenciado o seu espírito de humilde serviço.



Também havia a pedra que, tendo sido removida da entrada do túmulo de José, teria proclamado a ressurreição. Outras possibilidades seriam o trono, símbolo de soberania divina, o qual João, em sua visão, viu que Jesus partilhava, ou a pomba, símbolo do Espírito Santo enviado do céu no dia de Pentecoste. Qualquer desses sete símbolos teria sido apropriado para indicar um aspecto do ministério do Senhor.



Contudo, ao contrário, o símbolo escolhido foi uma simples cruz. Seus dois braços já simbolizavam, desde a remota antiguidade, os eixos entre o céu e a terra. Mas a escolha dos cristãos possuía uma explicação mais específica. Desejavam comemorar, como centro da compreensão que tinham de Jesus, não o seu nascimento nem a sua juventude, nem o seu ensino nem o seu serviço, nem a sua ressurreição nem o seu Reino, nem a sua dádiva do Espírito, mas a sua morte, a sua crucificação.




2 comentários:

  1. Pr. Miqueias.
    Glória a Deus pela vida e obra de Jhon Stott.
    Mas chega de símbolos, e de sombras. O tempo já chegou, é de fato, é realidade, é visível, é verdadeiro.
    A cruz como é dito, se for um símbolo não é de paz, e nem o pode ser do cristianismo. Se ainda for um símbolo é de maldição, pois está escrito: "maldito todo aquele que for pendurado no madeiro" "Ele se tornou maldição por nós"
    "Ele tomou sobrei si" "Ele se manifestou para tirar de nós todo o pecado".
    Se existe um sinal do cristianismo hoje, é o Poder de Deus, ou seja, Seu Evangelho poder de Deus para salvação de todo aquele que crer.
    Se existe um sinal, deve ser o escolhido e aceito pela cristandade. O AMOR COM QUE DEVEMOS AMAR UNS AOS OUTROS. Sem hipocrisia, de fato e de verdade.
    Glória só ao Eterno, Criador de todas as coisas.

    ResponderExcluir
  2. OI não estou aqui para defender símbolos,mas o versículo não diz que o madeiro era maldito e sim todo aquele que for pendurado no madeiro.

    ResponderExcluir

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon