Um imã para as heresias! (Cuidado com os cães!)



Paulo falando de homens criados à imagem de Deus, falando inspirado pelo Espírito Santo, os chama de cães – Paulo está fazendo soar a campainha de forma mais alta possível – O grego diz: blepet, blepet, blepet...!! – “Cuidado com os cães, cuidado com esses que praticam o mal, cuidado com a falsa circuncisão!” - Filipenses 3:2

A repetição tripla é: Cuidado... cuidado... cuidado!!

Como formigas para o açúcar, como os lobos para um rebanho... os falsos mestres são atraídos para a igreja. Cristo advertiu: “"Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores”. Mateus 7:15

Paulo advertiu os anciãos de Éfeso que a igreja naquela cidade como em todos os lugares, seria um imã para os hereges: “Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho” - Atos 20:29

Paulo amava a igreja, amava a Verdade por amar a mente de Deus, e ao ver a igreja de Filipos sobre a influência de falsas doutrinas, fez soar o alarme sonoro: “Cuidado! Cuidado! Cuidado!” – Esse repetição tripla são golpes de martelo chamando a atenção da igreja. Quão poucos homens hoje fazem o mesmo.

Falsos mestres estavam ganhando coração e mente de alguns membros na igreja em Filipos. Pareciam ovelhas, mas eram lobos. Diziam ter segredos de um vida vitoriosa, alegavam ter o segredo da vida bem-aventurada.

Paulo havia instruído aquela igreja na Verdade do Evangelho da graça, na vida voltada para a glória de Deus, na suficiência da obra perfeita de Cristo, o coração da vida de adoração a Deus... mas esses falsos mestres alegaram que isso não era onde estava o segredo da alegria de uma vida vitoriosa em Deus... Como diriam hoje, você precisa de uma revelação nova, precisa da imposição de nossas mãos nas suas cabeças, seguir esses passos e rituais, circuncisão...

Esses falsos mestres foram seguidos por muitos em Filipos. Eles ofereciam a auto-satisfação que muitos desejavam ( e ainda desejam) e sentiam que faltava. Os falsos mestres falavam, como hoje, das novas bênçãos que tinham entrado em suas vidas, a sensação de proximidade com Deus, uma nova ousadia para testemunhar, um novo poder sobre os problemas... então muitos cristãos, como fazem hoje, queriam o mesmo.

Isso estava acontecendo porque para eles não foi suficiente ter o Senhor Jesus como seu profeta, sacerdote e rei. Não foi suficiente ter Cristo como sua justiça, aceitação ao Pai, caminho livre a Deus, ser feito por Ele habitação do Espírito... Tudo que Cristo era não era suficiente. Tinha que haver mais esse maldito pacote de coisas adicionadas ao evangelho alegando a eles que depois disso que “rios” do Espírito fluiriam... As bênçãos de Deus cairiam... viria um avivamento... Deus iria tirar todos os inimigos, sofrimentos...

Você quer se sentir bem consigo mesmo? “Deixe-nos circuncidá-los e recebam a unção!” Esse era um dos segredos incríveis da vida cristã abundante ( para a qual a obra de Cristo era insuficiente ) que aqueles mestres ensinavam. Cidades inteiras foram atingidas, milhares de pessoas foram afetadas, uma carta inteira teve que ser escrita no Novo Testamento para salvar uma igreja que teve o maior de todos os apóstolos como seu pastor. A igreja da Galácia tinha ido para os cães.

Será que vivemos em dias melhores? Será que vivemos em dias mais iluminados? Hoje não vemos homens e mulheres ensinando e dando conselhos muito mais estranhos do que naqueles dias? Milhares e milhares hoje são guiados por homens que reivindicam ter um canal direto, especial e único com o mundo espiritual.

Qual é a tragédia?  Esses cães dão aos homens um substituto para o evangelho. Um substituto para Cristo ( mesmo que mantenham o nome ). Um substituto para as Escrituras. São dias perigosos, mas há poucos homens como Paulo com o martelo na mão: “blepet, blepet, blepet...!! – Cuidado! Cuidado! Cuidado!



O que Paulo disse?

1) Cuidado com esses cães!“Os cães!” – diz Paulo. Sabemos que comumente era assim que os judeus se referiam aos gentios que estavam fora da lei – cães gentios. Assim, Paulo usa a palavra que os seus inimigos judeus usavam para diminuir os gentios incircuncisos e vira ela contra eles. Ou seja, os falsos mestres sim, são homens desprezíveis com atos desprezíveis. Imundo, imundo, uivando e rosnando como animais – Cães!

Inimigos da igreja, cães saqueadores, carniceiros que matam e chegam para destruir. São párias e selvagens! Quem dera em nossos dias o falso ensino fosse combatido com essa paixão do apóstolo Paulo! Grande destruição aconteceu num tempo em que os apóstolos ainda estavam vivos. Esses falsos mestres saíram da escuridão e invadiram e destruíram como cães imundos.


2) Cuidado com esses homens que fazem o mal! Como Paulo os chamou? – “Maus obreiros”. Eram obreiros. Não é porque alguém trabalha duro para espalhar heresias ( parecendo assim serem sinceros ), que vocês tem que jogar o discernimento de vocês fora. Jesus disse dos fariseus: “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas, porque percorrem terra e mar para fazer um convertido e, quando conseguem, vocês o tornam duas vezes mais filho do inferno do que vocês” - Mateus 23:15

Pense no que Cristo disse. Aqueles eram dias perigosos para se navegar. Imagine um fariseu sacudindo num barco no Mediterrâneo, arriscando sua vida para converter pessoas. Zele e sinceridade? Que diferença faz? Eles estavam fazendo pessoas filhos do inferno como eles mesmos eram.

Paulo  não negou que aqueles falsos mestres estavam trabalhando duro no que eles acreditavam. Assim como fazem terroristas islâmicos, ou como fizeram os profetas de Baal... Sinceridade não é suficiente. Se o que eles pregam afasta as pessoas da Verdade, eram filhos do inferno e sua maldade sincera aprofundava a destruição feita.


3) Cuidado com os mutiladores da carne! A circuncisão é agora uma “mutilação inútil ( como todos os “pontos” de fé hoje ) – do corpo. Ao invés desses falsos mestres, cães, terem descoberto segredos espirituais, não passam de carniceiros mutiladores. Nada que fazem e ensinam santifica ou aproxima do alvo de ser conformado a imagem de Cristo, eles simplesmente mutilam corpos de homens que estão sendo escravizados.

Essas coisas podem afetar a vida espiritual de vocês? Diz Paulo aos Filipenses. Afeta seus valores e esperanças? Dá a vocês paz de consciência e perdão? Não pode dar nada a vocês. Nada! Tanto quanto uma tatuagem não pode regenerar uma alma.

Assim Paulo é tão sincero quanto se pode ser no seu alerta aos filipenses sobre os falsos mestres. Paulo diz, eles não são amigos da salvação, são agentes da destruição. A mensagem deles não é de novo poder, nova vida, nova alegria... mas de morte. Eles não tem nada para oferecer que seja diferente do que cães raivosos e furiosos podem oferecer: Destruição!



0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon