Uma igreja em delírio!!




Todo fruto na vida do homem regenerado flui de Cristo e não do homem: “Sem mim nada podeis fazer!” – Muitos aceitam isso na teoria, mas na prática logo dão um jeito de explicar a causa do sucesso de maneira que ela flua do homem.


Se somos abençoados em qualquer área da vida, logo buscamos uma explicação que não somente nos inclua, como achamos ter um segredo de sucesso para compartilhar. Se a igreja cresce,  por exemplo, escrevemos um livro sobre com fazer... e assim acontece em todos os aspectos da vida. Mas o fato é que Ele é o Senhor a quem devemos todo o sucesso já alcançado.



Temos sido sistematicamente derrotados em tudo quando batalhamos em nossa própria força. E qualquer “Sucesso” que flui de algo diferente daquele em que Deus receba toda a glória e que seja sucesso segundo os padrões dEle, não é sucesso de forma nenhuma. Muitas vezes é o nosso delírio que nos faz chamar FRACASSO  de sucesso.


A igreja de Laodicéia é um bom exemplo disso: “Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta” - Apocalipse 3:17 – Que outro nome poderíamos dar a isso que não seja: “Uma igreja em delírio”? Quando nossas mentes repousam me nossa ideia de sucesso, estamos em delírio. A resposta de Deus é devastadora: “...e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu... e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas”. - Apocalipse 3:18


Deus disse para eles: “Eu vou vomitá-los!” – Mude sua complacência em arrependimento zeloso (v.19). Hey!! Você está me ouvindo? Eu sou aquela voz fraca que mal conseguem ouvir mais... Estou fora de sua igreja, batendo na porta. ( Como é bom lembrar isso – esse texto de Jesus batendo na porta – não está falando da conversão do mundo – Jesus batendo na porta do coração do pecador... Usar este texto assim é uma perversão da verdade e manipulação de um texto bíblico) – Ele está falando com uma igreja que nem percebeu, em seu delírio de sucesso, que Cristo não estava mais lá. Então Cristo está dizendo – Estou fora de sua igreja, batendo em sua porta. Você nem percebeu quando eu saí, mas estou de volta mais uma vez. Haverá comunhão entre nós? Já percebeste teu fracasso delirante? Uma igreja verdadeira deve ter um coração aberto e honesto.


Era hora daquela igreja, apesar dos sinais externos de sucesso (segundo a percepção mundana) admitir: “Eu não sou rica, eu não estou prosperando aos olhos de Deus, eu preciso de tudo, pois não tenho nada! Me dê vestes brancas, cure meus olhos, tape a minha nudez!”


Você nunca lutou com o que importa, você nunca lutou com o pecado, a tentação, com a dúvida e venceu, exceto pela ação toda poderosa do Espírito. Nenhuma alma jamais foi salva, ninguém jamais foi valente pela Verdade e contra o engano, ninguém jamais fez algo realmente empreendedor aos olhos de Deus para o sucesso do reino, sem que Deus não estivesse operando tudo.


É simplesmente uma questão de justiça que quem operou o milagre deva receber toda a honra. Teria sido uma vergonha se Miriam tivesse cantado em louvor a Moisés e Aarão no Mar Vermelho. Mas ela cantou: “Cantai ao SENHOR, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro”. Êxodo 15:20-21 – Por sua vez, Moisés não lançou o livro: “Como abrir e atravessar um mar!” – Não! Ele também cantou um hino: “Então cantou Moisés e os filhos de Israel este cântico ao SENHOR, e falaram, dizendo: Cantarei ao SENHOR, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. O SENHOR é a minha força, e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus, portanto ...” - Êxodo 15:1-2


“Ele triunfou gloriosamente!” – Esse é o nosso cântico? Em cada luta, em cada combate travado no mundo, atribuímos o poder e a vitória a quem merece por direito?


“Não a nós, SENHOR, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade” - Salmos 115:1




0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon