As Doutrinas da Graça levam inevitavelmente a imperativos!




O livro de Romanos traz o plano eterno de Deus em Sua graça infinita em salvar homens indignos e totalmente depravados tão somente por Sua graça soberana, escolhidos soberanamente e totalmente com o propósito de magnificar sua Glória.

O "portanto" no início de Romanos 12 deve ser entendido  como exortações que se seguem à luz de Romanos 1-11. Paulo escreve: "Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus".


Então, por causa de grandes doutrinas da criação, da santidade de Deus, da depravação do homem (não havendo justos ou dignos do favor de Deus), da fé, da propiciação, da justificação, da união com Cristo, da santificação, da glorificação, da eleição, da liberdade soberana divina, da predestinação... o que leva inevitavelmente, pela misericórdia e graça de Deus, homens regenerados a responder aos imperativos das doutrinas da Graça. Os quais são:



Apresentar seus corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.

Não vos conformeis com o mundo.

Transformar-se pela renovação de suas mentes

Não pensar de si mesmo além do que convém, mas em tudo ser moderado.

Usar os dons que diferem de outros tão somente segundo a graça que nos foi dada.

Que o amor seja genuíno. Tendo em Deus todo nosso deleite.

Que aborreça todo mal, todo pecado.

Que se conserve tudo o que é bom, agradável a Deus.

Amar uns aos outros com amor fraternal.

Preferir a honra dos outros e não a nossa.

Não ser fraco em nosso zelo por tudo que Deus é e ordena.

Ser fervoroso no Espírito.

Servir em tudo ao Senhor.

Alegrar-se na esperança.

Ser paciente na tribulação.

Ser perseverante na oração.

Contribuir para as necessidades dos santos.

Procurar mostrar hospitalidade.

Abençoar os que nos perseguem.

Não amaldiçoar os que nos perseguem.

Nos alegrar com os que se alegram.

Chorar com os que choram.

Procurar viver em harmonia segundo a verdade.

Não ser orgulhoso mais se associar com os humildes.

Não ambicionar coisas altas mas estar satisfeito com as humildes.

Nunca ser sábio aos nossos próprios olhos.

Jamais pagar o mal com o mal.

Viver diante de todos os homens tudo o que é honroso.

Se possível ( na medida que depender de você) tenha paz com todos os homens.

Não se vingue.

Deixe com Deus pois Ele mostrará sua ira e justiça.

Se teu inimigo tiver fome,  lhe dê comida.

Se tiver sede, lhe dê água.

Nãos se deixe vence pelo mal.

Vença o mal com o bem.


Tudo isso está no capítulo 12 de Romanos - Tudo isso vem do "portanto" - como a realidade inevitável dos 11 primeiros capítulos de Romanos.


"Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus". Então se segue os imperativos. A Graça não é só liberdade da culpa, mas o poder para uma nova vida.



0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon