Não sou o que deveria ser, mas...



Em sua velhice, quando ele não podia mais ver a ler (estava cego), John Newton, autor de "Amazing Grace" -  ouviu alguém recitar para ele este versículo: "Pela graça de Deus - Eu sou o que sou." 1 Coríntios 15:10.  - Ele permaneceu em silêncio por um curto período de tempo, e então disse:


Eu não sou o que eu deveria ser. Ah! quão imperfeito e deficiente.

Eu não sou o que eu poderia ser, considerando meus privilégios e oportunidades.

Eu não sou o que quero ser. Deus, que conhece o meu coração - sabe que eu gostaria de ser totalmente como ele.

Eu não sou o que eu espero ser. Em pouco tempo, vou deixar este tabernáculo de barro, para ser como Ele e vê-Lo como Ele é!

No entanto, eu não sou o que eu fui uma vez - um filho do pecado, escravo de suas paixões, e escravo do diabo!


Embora eu possa dizer que - não sou o que eu deveria ser, não o que eu poderia ser, não o que eu quero ou espero ser, e não o que em breve serei - eu acho que eu posso realmente dizer junto com o apóstolo: "Pela graça de Deus - Eu sou o que sou "!

Você pode dizer o mesmo "no entanto" de John Newton? - "No entanto, eu não sou o que eu fui uma vez - um filho do pecado, escravo de suas paixões, e escravo do diabo!"

Tomara que sim!!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon