Como minhas cicatrizes se ligam à santidade?



O mundo não vê nenhum valor no sofrimento. Também não tem nenhuma razão para ver. Mas os cristãos estão em uma posição diferente, pois a Bíblia lhes garante que Deus santifica o seu sofrimento e produz, ao final, um resultado bom.

Deus realiza a Sua perfeita vontade através do nosso sofrimento. Não é de admirar que Tiago, irmão de nosso Senhor, nos ordenou: "Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações," (Tiago 1: 2)!


01 - O sofrimento é usado para aumentar nossa consciência do poder de sustentação de Deus a quem devemos nosso sustento: “Bendito seja o Senhor, Deus, nosso Salvador, que cada dia suporta as nossas cargas.” - Salmos 68:19


02 - Deus usa o sofrimento para nos refinar, aperfeiçoar, fortalecer e evitar que caiamos: “Bendigam o nosso Deus, ó povos, façam ressoar o som do seu louvor; foi ele quem preservou as nossas vidas impedindo que os nossos pés escorregassem.” Salmos 66:8,9 – “Ao levar muitos filhos à glória, convinha que Deus, por causa de quem e por meio de quem tudo existe, tornasse perfeito, mediante o sofrimento, o autor da salvação deles.” - Hebreus 2:10


03 - O sofrimento permite que a vida de Cristo se manifeste em nossa carne mortal: “Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos. Trazemos sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, para que a vida de Jesus também seja revelada em nosso corpo. Pois nós, que estamos vivos, somos sempre entregues à morte por amor a Jesus, para que a sua vida também se manifeste em nosso corpo mortal.” - 2 Coríntios 4:7-11

04 - O sofrimento nos mina, nos tornando  dependentes de Deus: Mas ele me disse: "Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.” - 2 Coríntios 12:9


05 - O sofrimento nos ensina a humildade: “Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar.” - 2 Coríntios 12:7


06 - O sofrimento nos transmite a mente de Cristo: “Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele, Tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis estar em mim... Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões,  Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. 3 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo...” Filipenses 1:29,30; 2.1-11.


07 - O sofrimento nos ensina que Deus está mais preocupado com o caráter do que com o conforto:  “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.” - Romanos 5:3,4 – “Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.” Hebreus 12:10,11


08 - O sofrimento nos ensina que o maior bem da vida cristã não é a ausência de dor, mas a semelhança de Cristo: “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos” - 2 Coríntios 4:8-10 – “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” - Romanos 8:28,29.


09 - O sofrimento pode ser consequência do pecado e rebelião, nos despertando para ver isso: “Os loucos, por causa da sua transgressão, e por causa das suas iniqüidades, são aflitos.” - Salmos 107:17


10 - A obediência e o autocontrole provêm do sofrimento: “Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.” - Hebreus 5:8 – “Antes de ser afligido andava errado; mas agora tenho guardado a tua palavra.” - Salmos 119:67 – “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” -  Romanos 5:1-5 -  “Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.” – “Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte” - Filipenses 3:10.


11 - O sofrimento voluntário é uma maneira de demonstrar o amor de Deus: “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da macedônia; Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade... Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.”  - 2 Coríntios 8:1,2.9.


12 - O sofrimento é parte da luta contra o pecado: “Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por ele fores repreendido; Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos. Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos? Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela. Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado.” - Hebreus 12:4-13.


13 - O sofrimento é parte da luta contra os homens maus, um mundo ímpio...: “Não me entregues ao capricho dos meus adversários, pois testemunhas falsas se levantam contra mim, respirando violência.” - Salmos 27:12 – “Os ímpios desembainham a espada e preparam o arco para abaterem o necessitado e o pobre, para matarem os que andam na retidão. Mas as suas espadas lhes atravessará o coração, e os seus arcos serão quebrados.” - Salmos 37:14,15.


14 - O sofrimento é parte da luta pelo reino de Deus: “Elas dão prova do justo juízo de Deus, que deseja que vocês sejam considerados dignos do seu Reino, pelo qual vocês também estão sofrendo.” - 2 Tessalonicenses 1:5


15 - O sofrimento é parte da luta pelo evangelho: “Lembre-se de Jesus Cristo, ressuscitado dos mortos, descendente de Davi, conforme o meu evangelho, pelo qual sofro a ponto de estar preso como criminoso; contudo a palavra de Deus não está presa.” - 2 Timóteo 2:8,9.


16 - O sofrimento é parte da luta de viver a  verdade num mundo que ama a mentira: “Porque é louvável que, por motivo de sua consciência para com Deus, alguém suporte aflições sofrendo injustamente.” - 1 Pedro 2:19.


17 - O sofrimento é parte da luta pelo nome de Cristo: “Os apóstolos saíram do Sinédrio, alegres por terem sido considerados dignos de serem humilhados por causa do Nome.” – “Se vocês são insultados por causa do nome de Cristo, felizes são vocês, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus, repousa sobre vocês.” - 1 Pedro 4:14


18 - O sofrimento indica como os justos em Cristo se tornam participantes do sofrimento de Cristo: “Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação.” 2 Cor 1: 5 – “Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a sua glória for revelada, vocês exultem com grande alegria.” - 1 Pedro 4:12,13.


19 - A resistência do sofrimento é dada como causa de recompensa: “pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles.” - 2 Coríntios 4:17 – “se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negamos, ele também nos negará;” - 2 Timóteo 2:12.


20 - O sofrimento força a comunidade e a administração dos dons para abençoar os outros com alegria: “Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece. Apesar disso, vocês fizeram bem em participar de minhas tribulações. Como vocês sabem, filipenses, nos seus primeiros dias no evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja partilhou comigo no que se refere a dar e receber, exceto vocês;” - Filipenses 4:12-15


21 - O sofrimento une os cristãos em um propósito comum ou conjunto:  “Eu, João, irmão e companheiro de vocês no sofrimento, no Reino e na perseverança em Jesus, estava na ilha de Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.” - Apocalipse 1:9


22 - O sofrimento produz discernimento, conhecimento e nos ensina os estatutos de Deus: “Ensina-me o bom senso e o conhecimento, pois confio em teus mandamentos. Antes de ser castigado, eu andava desviado, mas agora obedeço à tua palavra... Foi bom para mim ter sido castigado, para que aprendesse os teus decretos.” - Salmos 119:66,67, 71.


23 - Através do sofrimento Deus é capaz de obter o nosso espírito quebrantado e contrito que Ele deseja: “Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, se não eu os traria. Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” - Salmos 51:16,17.


24 - O sofrimento nos leva a disciplinar nossas mentes, fazendo-nos concentrar nossa esperança na graça a ser revelada na revelação de Jesus Cristo: “Nisso vocês exultam, ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação... Portanto, estejam com a mente preparada, prontos para a ação; sejam sóbrios e coloquem toda a esperança na graça que lhes será dada quando Jesus Cristo for revelado.” -  1 Pe 1: 6, 13.


25 - Deus usa o sofrimento para humilhar-nos para que Ele possa nos exaltar no tempo apropriado: “Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” - 1 Pedro 5:6,7.


26 - O sofrimento nos ensina a contar nossos dias para que possamos apresentar a Deus um coração sábio: Somos consumidos pela tua ira e aterrorizados pelo teu furor. Conheces as nossas iniqüidades; não escapam os nossos pecados secretos à luz da tua presença. Todos os nossos dias passam debaixo do teu furor; vão-se como um murmúrio. Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos! Quem conhece o poder da tua ira? Pois o teu furor é tão grande como o temor que te é devido. Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.” - Salmos 90:7-12.


27 - O sofrimento às vezes é necessário para ser um instrumento ganhar o perdido: “Lembre-se de Jesus Cristo, ressuscitado dos mortos, descendente de Davi, conforme o meu evangelho, pelo qual sofro a ponto de estar preso como criminoso; contudo a palavra de Deus não está presa. Por isso, tudo suporto por causa dos eleitos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus, com glória eterna.” - 2 Timóteo 2:8-10 – “Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério. Eu já estou sendo derramado como uma oferta de bebida. Está próximo o tempo da minha partida.” - 2 Timóteo 4:5,6


28 - O sofrimento fortalece e nos permite confortar outros que são fracos: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. Se somos atribulados, é para consolação e salvação de vocês; se somos consolados, é para consolação de vocês, a qual lhes dá paciência para suportarem os mesmos sofrimentos que nós estamos padecendo. E a nossa esperança em relação a vocês está firme, porque sabemos que, da mesma forma como vocês participam dos nossos sofrimentos, participam também da nossa consolação.” - 2 Coríntios 1:3-7.


29 - O sofrimento é pequeno em comparação com o valor supremo de conhecer a Cristo: “Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo” - Filipenses 3:8.


30 - Deus deseja a verdade em nosso ser mais íntimo e uma maneira que Ele faz é através do sofrimento: “Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria.” - Salmos 51:6 – “Console teu servo, para que viva e observe a tua palavra.” - Salmos 119:17.


31 - A equidade para o sofrimento será encontrada na próxima vida, e temos uma metáfora fortíssima para isso: “Os justos se alegrarão quando forem vingados, quando banharem seus pés no sangue dos ímpios. Então os homens comentarão: "De fato os justos têm a sua recompensa; com certeza há um Deus que faz justiça na terra". - Salmos 58:10,11.


32 - O sofrimento é sempre acompanhado de uma maior fonte de graça: “Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Portanto, não se envergonhe de testemunhar do Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro dele, mas suporte comigo os sofrimentos pelo evangelho, segundo o poder de Deus...” - 2 Timóteo 1:7,8.


33 - O sofrimento nos ensina a dar graças em tempos de tristeza: “Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.” - 1 Tessalonicenses 5:16-18.


34 - O sofrimento aumenta a fé: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração.” - Jeremias 29:11-13.


35 - O sofrimento permite que Deus manifeste Seu cuidado: “Registra, tu mesmo, o meu lamento; recolhe as minhas lágrimas em teu odre; acaso não estão anotadas em teu livro?” - Salmos 56:8.


36 - O sofrimento estende nossa esperança: “Por que me ponho em perigo e tomo a minha vida em minhas mãos? Embora ele me mate, ainda assim esperarei nele; certo é que defenderei os meus caminhos diante dele.” - Jó 13:14,15.


Por Seu profundo amor por nós, Deus está mais interessado em fazer Seus filhos como Cristo do que Ele nos faz sentir confortáveis.


Paulo diz que dokime produz esperança. Nosso entendimento da glória da vida por vir é aprimorado e nosso desejo por ela é intensificado, em ambos os casos, como uma derivação espontânea do conhecimento da aprovação divina e como um fruto direto do entendimento de que a agonia tem, de fato, aumentado a nossa capacidade de nos alegrar na glória final, quando ela acontecer. Paulo é bastante claro a respeito disto, em 2 Coríntios 4.17,18, quando, falando a partir de suas experiências de ter a vida posta em risco (1.8-10), ele diz, não com ironia, mas expressando sua honesta avaliação retrospectiva: "Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas cousas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas".



Esta paixão, que podemos ver fortemente presente, tanto em Cristo quanto em Paulo, por exemplo, também achava-se presente em Moisés. "Pela fé, Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado; porquanto considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito, porque contemplava o galardão (Hb 11.24-26, grifo meu). Deixemos Moisés ser um exemplo de vida para nós em termos da nossa esperança de descobrir, como Paulo disse, que, como a ausência faz aumentar a paixão do coração, assim também a pressão e sofrimento aqui faz a esperança mais luminosa. Quando os cristãos perseveram, mesmo diante dos sofrimentos, no poder do Espírito Santo, o resultado normal é a esperança ainda mais radiante que mostra ao mundo que Cristo é melhor do que a vida!


0 comentários:

Postar um comentário

 

Adoração!

Flickr Photostream

Sermões!

C. H. Spurgeon